CGEE cria metodologia para avaliar impacto do Ciência sem Fronteiras

O Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, concluiu uma proposta de metodologia para avaliar o impacto do programa Ciência sem Fronteiras. O plano foi apresentado às agências gestoras do CsF: a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Capes e CNPq serão responsáveis pela implementação da metodologia, organizada em quatro eixos: análise do impacto no nível institucional; na produção de conhecimento e inovação; no nível  pessoal – principalmente empregabilidade e carreira dos beneficiários – e avaliação do impacto na sociedade.

Lançado pela presidente Dilma Rousseff em meados de 2011 e com os primeiros beneficiados anunciados em dezembro do mesmo ano, o CsF objetiva conceder 101 mil bolsas de estudo para levar alunos brasileiros de graduação e pós-graduação nas áreas de engenharia e ciências exatas a estudar no exterior.

Leia mais: Revista Ensino Superior Unicamp.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s