Nota do Ideb deve ser colocada nas escolas?

 

A proposta de colocar na porta principal das escolas públicas uma placa com o índice de avaliação de seu desempenho ajuda a melhorar a qualidade da educação brasileira? A ideia dividiu os convidados da audiência pública realizada nesta quarta-feira (21), na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado, que teve a participação do especialista em Educação, Gustavo Ioschpe; do conselheiro consultivo da Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente, José Marcelino de Rezende Pinto; da coordenadora da Diretoria de Currículo de Educação Integral do MEC, Maria Eveline de Queiroz; e do ex-secretário de Educação e Cultura da Paraíba, Neroaldo Pontes.

Durante a reunião, Gustavo defendeu a colocação dos painéis nas escolas para expor sua nota no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Criado em 2007 pelo Inep, este índice sintetiza, em uma escala de zero a dez, a qualidade da educação oferecida por cada instituição de ensino.  “O objetivo é informar. É mostrar aos pais a qualidade da escola que seu filho frequenta e dar subsídios para que eles cobrem melhor desempenho da instituição”, destaca o especialista. Para ele, a divulgação das notas não deve causar disputa entre as escolas, mas sim uma cooperação. “Há casos de instituições vizinhas que uma tem boa qualidade no ensino e outra não. A melhor escola da cidade tem muito a colaborar. Outro fator importante é que as escolas com bom desempenho devem ser reconhecidas, enquanto as ruins precisam deixar que os pais saibam disso para que eles cobrem dos professores, diretores, prefeitos e governadores”, afirma Gustavo.

Para o professor José Marcelino de Rezende Pinto, da Universidade de São Paulo e da Fundação Abrinq, a proposta provocará mesmo é a segregação dos alunos pobres. “Qualquer indicador que considere as notas dos alunos é fortemente influenciado pelo nível socioeconômico das famílias”, disse o professor. Segundo ele, uma escola pode oferecer um bom ensino e, mesmo assim, apresentar um indicador inferior ao de outra escola, em decorrência do nível socioeconômico das famílias dos alunos. “O valor do Ideb não é um bom indicador da qualidade de ensino oferecido por uma determinada escola. Além do mais as famílias mais pobres não possuem liberdade para escolher uma escola da outra”, concluiu o professor.

Qual a sua opinião?

Nota do Ideb deve ser colocada nas escolas?

Comentários:

PROF. FERNANDO LEITE

Professor Fernando Leite: concordo, infelizmente, ainda não conseguimos em Aracaju. Vamos lutar para isto ocorrer.

Fernanda

Fernanda‏ Souza: não! É um tiro no próprio pé…

Pilar Lacerda

Pilar Lacerda: só se explicar o que é IDEB e quais são as metas de cada escola. Solta e descontextualizada não faz sentido.

Maristela Domingues

Maristela Domingues: acho que não, porque acredito que isso não resolveria a problemática de ensino da escola pública no Brasil.

Natan Rosisca

Natan: sou a favor,procurarei os responsaveis para que a placa seja posta nas escolas da minha cidade.  Foi uma ótima idéia.

1 comentário

  1. Antes de discutir se é a nota que faz referência a uma boa educação, deveriam se perguntar se um aluno que tirou uma nota dez em uma das avaliações e outra nota 6, somam as duas e dividem e registram nota 8, ou seja agora ele só sabe 80% do conteúdo, e ainda gostaria de ver a nota destes especialistas quando estudaram avaliação. Será que são tao reducionistas assim em sua visão de eduaçao?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s