ProUni registra cerca de 450 mil inscritos até as 18h deste domingo

O ProUni, programa federal que concede bolsas no ensino superior, registrou  444.639 candidatos até as as 18h deste domingo (15), segundo o MEC (Ministério da Educação). No total, foram realizadas 848.258 inscrições, já que o estudante tem a opção de concorrer em até duas opções de curso.

A oferta para este primeiro semestre é de 195.030 bolsas — 98.728 integrais e 96.302 parciais, de 50% da mensalidade – em 1.321 instituições de ensino superior particulares, entre universidades, centros universitários e faculdades.

Os estados com maior número de inscrições, até as 18h, foram São Paulo, com 181.699 inscrições; Minas Gerais, com 96.196; Rio de Janeiro, com 59.560; Bahia, com 58.123 e Rio Grande do Sul, com 56.620.

O prazo para as inscrições, que neste processo serão realizadas em uma única etapa, será encerrado às 23h59 da próxima quinta-feira, 19. Em seguida, serão realizadas duas chamadas para convocação dos pré-selecionados.

A primeira chamada será divulgada no dia 22 próximo. A partir do dia seguinte, até 1º de fevereiro, o candidato pré-selecionado terá prazo para comparecer à instituição de ensino a fim de apresentar a documentação e providenciar a matrícula. A segunda chamada está prevista para 7 de fevereiro, com prazo para matrícula e comprovação de informações até o dia 15.

Espera — Ao fim das duas chamadas, aqueles que não foram pré-selecionados ou o foram para cursos sem formação de turma podem manifestar interesse em fazer parte da lista de espera. Essa lista será usada pelas instituições participantes do programa para a concessão das bolsas eventualmente ainda não ocupadas.

O período para manifestação de interesse na lista vai de 22 a 24 de fevereiro. Ao fim desse prazo, serão feitas duas convocações. A primeira, a partir de 27 de fevereiro, com prazo para comprovação de documentos e matrícula de 28 do mesmo mês até 2 de março. A segunda, em 9 de março, com prazo de 12 a 15 de março.

ProUni

Criado em 2004, o ProUni já concedeu 919 mil bolsas de estudos em cursos de graduação e sequenciais de formação específica. Podem se candidatar às bolsas integrais estudantes com renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio (R$ 933). As bolsas parciais são destinadas a candidatos com renda familiar de até três salários mínimos (R$ 1.866) por pessoa.

Além de ter feito o Enem 2011, com um mínimo de 400 pontos na média das cinco notas do exame e pelo menos nota mínima na redação, o candidato deve ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou, em caso de escola particular, na condição de bolsista integral.

Professores da rede pública de ensino básico que concorrem a bolsas em cursos de licenciatura, curso normal superior ou de pedagogia não precisam cumprir o critério de renda, desde que estejam em efetivo exercício e integrem o quadro permanente da escola na qual atuam.

As inscrições devem ser feitas na página do ProUni na internet. Na mesma página, o candidato pode conferir a oferta de bolsas

 

3 comentários

  1. Acho injusto o fato de nem todas as universidades disporem de bolsas parciais, a maioria disponibiliza apenas as integrais e muita gente não encaixa-se no perfil para bolsa integral mas também não consegue pagar uma mensalidade de medicina por exemplo (que chega a 4 mil reais em alguns lugares), ou seja, poderia contar com uma bolsa parcial e ao entrar no site dá-se conta que não há em muitas das faculdades. Isso é exclusão.

  2. Bom, solicitaram a minha opinião sobre o Prouni pelo Twitter, mas eu vou ser um pouco menos específico. Em um contexto geral, o Enem deste ano foi o mais conturbado dentre os três ultimos, o de 2009 foi cancelado, o de 2010 eu realmente não me lembro, mas houveram erros de impressão, e o de 2011 não foi cancelado nem teve erros na prova, mas o sistema de correção, principalmente da redação do exame deixou a desejar. Dito isto, na minha opinião muitos dos que fizeram o Enem com o sonho de entrar em uma universidade, com o real intuito de estudar tomaram um banho de água fria, notas baixas, erros, eu por exemplo fiquei indignado com a minha nota de redação, que foi 420, e estou me desdobrando para entrar no ensino superior pelo Sisu e pelo Prouni.
    Agora, tirando este lado podre do Enem, ambos os sistemas de seleção, o Sisu e o Prouni estão aí para abrir chances a pessoas como eu que não tem condições de pagar universidades particulares, que na minha região são caras, por sinal.

Deixe uma resposta para Julio Patron Witwytzkyj Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s